quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Manta de retalhos


Hoje vi o filme “Onde reside o amor”.
Porquê um post sobre isto?
Porque me fez pensar nos retalhos que constituem a nossa vida.
Os vários campos e domínios complementam-se, enriquecem-se, dão vários caminhos que podemos escolher.
Essa escolha cabe a cada um de nós, não havendo caminhos certos ou errados.
Pegar em cada pessoa, naquilo que cada uma quer dar de si, e construirmo-nos a nós próprios e ajudar a construir o Outro.
É preciso coragem para enfrentar este desafio, escolhendo e não indo apenas com a maré...
Como alguém dizia “impele a tua própria canoa”.
(imagem retirada deste blogue)

Sem comentários:

Publicar um comentário