quarta-feira, 26 de março de 2014

Da minha janela...



Depois de mais alguns dias chuvosos e escuros, o sol de hoje levou-me a pensar que da minha janela posso ver o que quiser...
Há momentos que penso que as horas de reflexão já começam a ser em demasia, mas a realidade é que só com estas pausas que me imponho a mim mesma consigo ver o dia a dia com melhores olhos, ou seja, só assim consigo escolher o que vejo da minha janela.
Primeiro, começa por aí, pelo menos a janela é minha... Só eu vejo com os meus olhos e sobre eles ninguém tem o direito de nada.
Depois, se um dia ficar cega, a janela continua lá, pois posso escolher ver de outro modo e continuar a ver o que será melhor para mim e para os meus.
Há também o privilégio de conseguir gerir quando ver e o quê. Ah! E escolher quem convidar para ver o mesmo que eu.
Claro que, permitindo a participação de pessoas que não eu, começa a complicar, pois essas pessoas podem estar a olhar para o mesmo que eu e escolher ver outra coisa completamente diferente.
Conclusão, o que vejo é meu e não posso esperar que seja visto por outros.

O que os meus olhos conseguem ver é o meu tesouro mais precioso e tem sido o motor para que as tarefas diárias não sejam apenas isso, tarefas.

Espero continuar a encontrar pessoas que vejam o mesmo que eu ou, pelo menos, que tentem perceber o que vejo e que respeitem isso, tal e qual como espero continuar a ter essa capacidade.

Esta reflexão surgiu de um dia fresco de sol, quando me lembrei de partilhar com os leitores deste blogue aquilo que vi hoje.

Boas paisagens!

segunda-feira, 24 de março de 2014

O lobo e o ursinho

retirado de http://tattoocd.blogspot.pt/2012/10/desenho-lobo-urso.html

Numa bela tarde de sol, o lobo andava a passear pela rua, até que apareceu um ursinho.
Esse ursinho era tão meigo que o lobo nem lhe perguntou o nome, começou logo a fazer-lhe festinhas.
O lobo, como já estava farto, perguntou ao ursinho qual o seu nome.
- O meu nome é João. - disse o ursinho.
- E o teu nome? - perguntou ao lobo.
- O meu nome é António.
Como o lobo era simpático, eles foram comer ao restaurante dos animais, e escolheram comer esparguete com alface.
Agora era a vez do ursinho falar, e disse:
- Queres ser meu amigo? Queres viver comigo?
O lobo respondeu que sim.
Eles ficaram amiguinhos e o lobo dormiu na casa do ursinho para sempre. 

Escrito por António Flor com 8 anos de idade

domingo, 23 de março de 2014

Ainda a felicidade


Aproveitando o Dia Internacional da Felicidade, não resisti em partilhar um artigo sobre "A Ciência da Felicidade" da autoria de Hugo Sousa, no site Mexxer.

Se analisarem bem o desenho, palavras para quê?

Boas felicidades!

sexta-feira, 21 de março de 2014

Pilates


Chegou a primavera e com ela o convite para a prática de atividades de exterior.

No Centro Educativo e de Formação Espaço Crescer em Arada, Ovar, não resistimos a esse convite e decidimos criar uma aula gratuita de Pilates, como método de controle muscular, também muito conhecido como excelente técnica de prevenção e tratamento de problemas na coluna vertebral.

Escolhemos esta atividade porque defendemos a velha frase popular "Mente sã em corpo são" e também a ideia de atividades intergeracionais, ou seja, para todas as idades, como é o caso particular de Pilates e do próprio Espaço Crescer.

Esta aula gratuita é única e dinamizada pela Instrutora Susana Pereira, do Grupo de Ginástica Sem Stress do Centro Cívico de Arada.

Será um evento único, apenas para a promoção da prática de atividade desportiva aliada ao trabalho académico que aqui desenvolvemos.

Para qualquer informação não hesite em contactar-nos através de http://espacocrescer2012.wordpress.com/contactos/

Bons exercícios!



quinta-feira, 20 de março de 2014

Dia Internacional da Felicidade


Hoje é dia de... é o dia Internacional da Felicidade!
É o segundo ano deste dia comemorativo e com ele tenta-se levar a importância da felicidade a todo o mundo.
Será que chegou lá?
Gostaria de acreditar que sim, mas todos sabemos que não...
Ainda para mais, porque quando pensamos em distribuir felicidade, começamos sempre pelos mais desfavorecidos, pelos grupos minoritários e com maior infelicidade aparente.
Porquê aparente?
Porque acredito que a felicidade está muito para além do que temos ou não temos, do que somos ou não somos, de onde estamos ou não estamos.

Por exemplo, e pegando na minha profissão, os professores são aqueles que ensinam, independentemente do contexto e do reconhecimento. Neste momento, vemos constantemente professores mais infelizes do que felizes, porque não conseguem colocação, porque estão colocados longe de casa, porque têm uma turma com a qual é quase impossível trabalhar, porque é exigido deles mais do que algum dia imaginariam conseguir dar...
Há um sem número de razões para estarem infelizes e, para mim, a maior delas é o stress causado por tudo isto.
Assim, a minha questão é: será que conseguimos ser felizes se vivermos em stress, seja qual for a sua origem?
Penso que sim, até porque há quem fale de stress positivo.
O que me leva a crer que sim é o facto de que há pessoas que conseguem gerir todo o stress que entra pela sua vida de forma a torná-lo positivo, como motor para o sucesso e abertura de novos caminhos, nem que seja para ganhar nova bagagem para o resto da vida e das situações surpresa que com ela surgem simplesmente por vivermos.
Se ficarmos quietinhos à espera de algo para que não vivamos em stress, pode ser que esta situação de monotonia e falta de rumo gere também outro tipo de stress e consequente infelicidade.

Ao reler estas palavras, dou por mim a pensar "que panorama tão feio...", mas a verdade é que cada vez mais me apercebo que a tomada de consciência deste tipo de vivências leva a uma aprendizagem efectiva do que nos reserva a vida e de como lidar com tudo isso permanecendo feliz e sem deixarmos de ser nós mesmos, sem abandonar o EU.

Aprendi também que sorrisos geram sorrisos e uma cara alegre trás mais de bom do que tudo o que possamos imaginar.

É o que desejo neste Dia Internacional da Felicidade.

Bons sorrisos!

sexta-feira, 14 de março de 2014

4ª Parte - O álbum

A acompanhar o bom tempo que chegou a Portugal, aqui vos deixo a 4ªparte do álbum que acompanha o livro Titia amanhã não vou vir.

Boas leituras!

segunda-feira, 10 de março de 2014

Origâmi


Quem nunca ouviu falar desta arte, de origem japonesa, que nos leva diretamente para um mundo imaginário, onde é possível criar apenas com dobragem de papel?
Quando digo apenas, não quero de todo minimizar a complexidade do trabalho necessário para conseguir construir cada figura.

No Centro Educativo e de Formação Espaço Crescer em Arada, Ovar, durante as férias de verão, apenas fizemos as figuras mais simples, de modo a iniciar esta arte degrau a degrau, partindo do simples para o complexo.
Nas próximas férias pretendemos debruçar-mo-nos mais sobre ela, com a ajuda também de parcerias que se dedicam quase exclusivamente à arte em papel.

Porquê mais esta forma de expressão nas nossas atividades?

Porque apostamos no desenvolvimento de competências nos vários domínios, tentando aliar sempre ao divertimento dos participantes; para que ganhem ou continuem motivados para adquirir novos conhecimentos, novas aptidões; para que o seu interesse e curiosidade seja alargado às inúmeras áreas do saber que constituem o ser humano e a sua história.

Desta forma, pretendemos ajudar a criar cidadãos aptos para um dia a dia que requer muita capacidade de imaginação e dedicação a nível académico e profissional.

Boas dobragens!

sexta-feira, 7 de março de 2014

Música no Espaço Crescer


Nestas férias de Carnaval 2014, no Centro Educativo e de Formação Espaço Crescer em Arada, Ovar, uma das atividades de início de dia foi Música.
Depois de um pequeno jogo em que cada um fez um pequeno aquecimento para o novo dia e para a música em si, utilizámos o vídeo que se mostra em cima para que conseguissem adivinhar os instrumentos que ouviam.
Como alguns instrumentos não são muito comuns, muitas foram as expressões de espanto, acompanhadas de comentários como "Nem sabia que isto existia!".
Mas também conheciam alguns, acompanhando com comentários como "O meu professor de música já nos mostrou este!".

Em pequenas atividades informais, conseguimos perceber quais as aprendizagens que realmente foram significativas e debruçar-mo-nos para aqueles aspetos em que é preciso mais dedicação e empenho.

Boas atividades musicais!

terça-feira, 4 de março de 2014

3ª Parte Álbum Titia

Aqui vos deixo a 3ª Parte do álbum fotográfico do livro "Titia amanhã não vou vir".

Para ver em ecrã inteiro basta clicar em "open publication" em baixo da imagem.

Boas leituras!

segunda-feira, 3 de março de 2014

Atividades de janeiro a fevereiro de 2014

Durante os dois primeiros meses deste ano, no Centro Educativo e de Formação Espaço Crescer em Arada, Ovar, realizamos várias atividades que se podem ficar a conhecer no álbum de fotografias acima.

Com estes álbuns que vamos partilhando, pretendemos mostrar o que vamos fazendo, mesmo tendo a certeza que as fotografias não são o suficiente para transmitir o que realmente se aprende, se sente e se vive em cada atividade.

Boas aprendizagens!